Envelhecimento precoce: o que é, quais os sinais e como prevenir e tratar

Envelhecimento precoce: o que é, quais os sinais e como prevenir e tratar

Entenda o que é o envelhecimento precoce, quais os sinais que o identificam, como e quais os cuidados com a pele que podem preveni-lo e as diferentes formas de tratar os efeitos já evidentes.

Envelhecimento da pele 

O que é envelhecimento precoce? 

Envelhecimento precoce é o processo de desgaste da pele que ocorre em um ritmo mais acelerado do que o considerado normal, devido a agressões externas, como a radiação solar, a poluição e o estilo de vida, ou internas, como a genética. 

Processo de envelhecimento precoce 

O processo de envelhecimento precoce ocorre por meio do estresse oxidativo, um desequilíbrio entre a produção de radicais livres (moléculas altamente reativas e instáveis que, em excesso, podem causar danos aos DNA) e a capacidade do corpo de neutralizá-los com antioxidantes, que resulta na diminuição da produção de colágeno e das fibras elásticas, proteínas fundamentais que proporcionam firmeza e elasticidade à pele, e no retardo da renovação celular. 

Sintomas do envelhecimento precoce 

Os primeiros sinais visíveis de envelhecimento precoce, causados pelo aumento da oxidação das células, que pode fazer com que a pessoa pareça mais velha do que realmente é, aparecem geralmente por volta dos 25 anos e podem incluir: 

  • Rugas e linhas finas, especialmente ao redor dos olhos, boca e testa; 
  • Inchaço e olheiras sob os olhos; 
  • Perda de elasticidade da pele; 
  • Manchas escuras ou descolorações na pele, conhecidas como hiperpigmentação ou hipopigmentação; 
  • Aspereza ou ressecamento; 
  • Perda de volume facial. 

Principais diferenças entre rugas e linhas finas 

As rugas e linhas finas se apresentam de forma distinta em termos de profundidade, localização, causa e aparência, sendo: 

Rugas 

Rugas são sulcos ou dobras mais profundas na pele, que podem ser classificadas como: 

  • Estáticas: decorrentes do envelhecimento cutâneo, geralmente aparecem ao redor dos olhos, boca e testa, e são visíveis mesmo quando a pele está em repouso, como sulcos nasolabiais (linhas do sorriso) e rugas na testa; 
  • Dinâmicas: causadas pela repetição de movimentos faciais ao longo do tempo, como sorrir, franzir a testa, franzir as sobrancelhas, entre outros, aparecem ao redor dos olhos, entre as sobrancelhas e na testa, ficando mais visíveis durante a realização de expressões faciais específicas, como "pés de galinha" ao redor dos olhos e "linhas de preocupação" entre as sobrancelhas. 

Linhas finas 

Também conhecidas como linhas de expressão, as linhas finas são pequenas e suaves fissuras ou sulcos na pele, menos aparentes e profundas do que as rugas dinâmicas e estáticas, que aparecem em áreas onde a pele é mais fina e delicada, como ao redor dos olhos, testa e ao redor da boca. 

Causadas pelo envelhecimento da pele, exposição ao sol, desidratação, expressões faciais repetitivas e outros fatores, as linhas finas podem ser temporárias e desaparecer quando a expressão facial muda. 

O que causa envelhecimento precoce? 

O envelhecimento precoce é causado por diversos fatores, sendo os principais: 

Exposição excessiva ao sol, sem a devida proteção 

Os raios ultravioletas (UV) do sol podem danificar as fibras de colágeno e elastina, levando ao surgimento de rugas, manchas e perda de elasticidade.

Exposição a poluentes ambientais 

A exposição a poluentes atmosféricos e substâncias químicas presentes no ambiente pode contribuir para danos celulares e acelerar o envelhecimento. 

Falta de hidratação 

A falta de hidratação adequada pode contribuir para a aparência de linhas de expressão e outros sinais de envelhecimento precoce. 

Sedentarismo 

O sedentarismo pode causar uma redução na produção de queimosa, um hormônio que protege a pele de danos e promove a reparação celular. 

Estresse  

O estresse libera hormônios que podem acelerar o processo de envelhecimento celular. 

Alterações hormonais 

Alterações nos níveis hormonais, especialmente durante a menopausa, podem desempenhar um papel no envelhecimento precoce. 

Genética 

Alguns indivíduos podem herdar genes que os tornam mais propensos a experimentar sinais de envelhecimento em uma idade mais jovem. 

Má alimentação 

Uma alimentação inadequada, rica em sal, gorduras e açúcares, pode contribuir para o envelhecimento precoce. 

Tabagismo 

Os componentes químicos presentes no tabaco podem danificar o colágeno e reduzir a circulação sanguínea, levando ao aparecimento de rugas e linhas finas. 

Consumo excessivo de álcool 

O consumo excessivo de álcool pode desidratar a pele, causar inflamação e contribuir para a formação de rugas. 

Estresse envelhece? 

Sendo uma das principais causas do envelhecimento precoce, o estresse pode: 

  • Elevar os níveis de cortisol, o hormônio do estresse, que em excesso pode levar à quebra do colágeno e da elastina na pele, proteínas essenciais para manter a pele firme e elástica; 
  • Desencadear processos inflamatórios no corpo, o que pode levar à deterioração do colágeno e elastina na pele, contribuindo para rugas e flacidez; 
  • Prejudicar o processo de renovação celular da pele, levando a uma aparência opaca e envelhecida; 
  • Interferir no sono adequado, o que é crucial para a regeneração celular e a reparação da pele durante a noite. 

Além disso, em resposta ao estresse, algumas pessoas podem recorrer a hábitos prejudiciais à pele, como consumo de alimentos ricos em açúcar e gorduras saturadas, o uso de nicotina, e a ingestão de álcool em excesso. 

O que deve ser feito ao aparecer os sinais do envelhecimento precoce? 

Quando os sinais do envelhecimento precoce começam a aparecer, é possível tomar várias medidas para retardar ou minimizar esses efeitos: 

  1. Usar protetor solar diariamente para prevenir os danos causados pela exposição ao sol, que é uma das principais causas do envelhecimento precoce;
  1. Manter a pele hidratada para prevenir a aparência de linhas finas e rugas;
  1. Considerar o uso de produtos anti-idade que contenham ingredientes como retinol, ácido hialurônico, vitamina C e antioxidantes;
  1. Fazer procedimentos estéticos, somente sob orientação de um dermatologista, como radiofrequência, peeling químico, luz pulsada, microagulhamento, toxina botulínica e preenchimento com ácido hialurônico, que previnem e tratam os sinais de envelhecimento precoce;
  1. Manter uma rotina regular de atividades físicas para promover a circulação sanguínea, o que é benéfico para a pele;
  1. Ter uma boa qualidade de sono, pois isso é crucial para a regeneração celular e a saúde da pele;
  1. Adotar estratégias para gerenciar o estresse, como meditação, yoga, exercícios de respiração ou outras atividades relaxantes, já que o estresse crônico pode contribuir para o envelhecimento precoce;
  1. Consumir uma dieta balanceada, rica em nutrientes, incluindo vitaminas, minerais e antioxidantes;
  1. Evitar hábitos prejudiciais, como tabagismo e consumo excessivo de álcool para preservar a saúde da pele.

Quais os tratamentos para o envelhecimento precoce? 

Existem diversos tratamentos para prevenir e reduzir o envelhecimento precoce. A escolha do método ideal dependerá dos sintomas específicos, das preferências individuais e da avaliação de um profissional de saúde 

Além dos cuidados mencionados em tópico acima, que ajudam a retardar e minimizar os sinais do envelhecimento precoce, há tratamentos comumente utilizados: 

  • Produtos tópicos com retinoides, derivados da vitamina A, conhecidos por promover a renovação celular e estimular a produção de colágeno; ácido hialurônico, usado para hidratar a pele e melhorar a aparência de linhas finas e rugas; e vitamina C, um antioxidante que pode ajudar a combater os danos causados pelos radicais livres e estimular a produção de colágeno; 
  • Procedimentos estéticos como peelings químicos, que utilizam ácidos para esfoliar a camada superficial da pele, promovendo a renovação celular; microdermoabrasão, uma técnica que remove suavemente a camada externa da pele para melhorar a textura e aparência; e laser e Luz Pulsada Intensa (IPL), usados para tratar manchas escuras, rugas e estimular a produção de colágeno; 
  • Injeções dérmicas como toxina botulínica (botox), que ajuda a suavizar as linhas de expressão ao relaxar temporariamente os músculos; e preenchedores dérmicos, injetados para preencher áreas onde houve perda de volume, suavizando rugas e linhas; 
  • Procedimentos cirúrgicos como lifting facial, cirurgia para levantar e reposicionar os tecidos faciais, reduzindo a flacidez; e blefaroplastia, cirurgia das pálpebras para corrigir flacidez e bolsas sob os olhos; 
  • Terapias energéticas como radiofrequência, que estimula a produção de colágeno, melhorando a firmeza da pele; e ultrassom focalizado, que ajuda a levantar e apertar a pele por meio da produção de colágeno. 

Como reverter o envelhecimento precoce da pele? 

Embora não seja possível reverter completamente o envelhecimento precoce, algumas medidas podem ajudar a minimizar os sinais visíveis e melhorar a saúde geral da pele, como usar protetor solar diariamente, manter a pele hidratada, usar produtos anti-idade, fazer procedimentos estéticos, manter uma rotina regular de atividades físicas, ter uma boa qualidade de sono, adotar estratégias para gerenciar o estresse, consumir uma dieta balanceada, e evitar hábitos prejudiciais, como tabagismo e consumo excessivo de álcool. 

Como evitar o envelhecimento precoce? 

Evitar o envelhecimento precoce envolve a adoção de práticas saudáveis de estilo de vida e cuidados específicos com a pele, os quais são os mesmos processos mencionados como método de aplicação nos primeiros sinais apresentados, além de evitar o uso excessivo de produtos químicos agressivos na pele, pois isso pode causar irritação e contribuir para o envelhecimento precoce, e fazer consultas regulares ao dermatologista para avaliação da saúde da pele e orientações específicas. 

Como o protetor solar ajuda na prevenção do envelhecimento precoce? 

O protetor solar desempenha um papel fundamental na prevenção do envelhecimento precoce, minimizando, reduzindo, evitando e preservando, respectivamente: 

Radicais livres 

O protetor solar, especialmente aqueles com antioxidantes, ajuda a neutralizar os radicais livres, reduzindo o estresse oxidativo. 

Câncer de pele 

O uso consistente de protetor solar está associado a uma redução significativa no risco de desenvolvimento de câncer de pele, incluindo melanoma, carcinoma basocelular e carcinoma espinocelular. 

Queimaduras solares 

O protetor solar protege a pele contra queimaduras solares, prevenindo danos agudos e crônicos. 

Fotoenvelhecimento 

O protetor solar de amplo espectro protege contra os raios UVA, prevenindo o fotoenvelhecimento, que inclui rugas, linhas finas, manchas escuras e perda de elasticidade. 

Manchas 

O protetor solar ajuda a prevenir o aparecimento de manchas escuras, sardas e outras descolorações causadas pelos danos do sol.  

Vasos sanguíneos aparentes 

O protetor solar ajuda a minimizar o desenvolvimento de vasos sanguíneos visíveis na pele, ocorrido pela exposição solar repetida. 

Colágeno e elastina 

O protetor solar ajuda a preservar o colágeno e a elastina, minimizando a degradação causada pelos raios UV. 

Melhor protetor solar para prevenir o envelhecimento precoce 

Para escolher o melhor protetor solar para prevenir o envelhecimento precoce, deve-se considerar fatores como: 

  • Formato que facilite a aplicação e reaplicação ao longo do dia, para incentivo ao uso regular; 
  • Formulação adequada e especificamente para o seu tipo de pele; 
  • Formulação sem ingredientes irritantes, como fragrâncias ou corantes; 

Com FPS 95, FPUVA 40, ácido hialurônico e vitaminas C e E, o Bastão Com Cor da Ollie é uma ótima opção para prevenção do envelhecimento precoce, inclusive para quem já apresenta os sinais e precisa evitar o agravamento. 

Isso porque além de proteger a pele, trata com ativos que agem em prol da saúde e juventude cutânea. 

Acesse nossa loja online e conheça esse e outros produtos. 

Quais ativos colaboram com a prevenção do envelhecimento precoce? 

Diversos ativos podem colaborar com a prevenção do envelhecimento precoce, proporcionando benefícios antioxidantes, hidratantes e estimulantes da produção de colágeno. São eles: 

Retinoides 

Retinoides como o retinol e a tretinoína estimulam a renovação celular, aumentam a produção de colágeno e ajudam a reduzir linhas finas e rugas. 

Vitamina C 

Também conhecida como ácido ascórbico, a vitamina C é um poderoso antioxidante que ajuda a neutralizar os radicais livres, promove a produção de colágeno e ajuda a clarear a pele, reduzindo manchas escuras. 

Vitamina E 

Antioxidante, também conhecida como tocoferol, a vitamina E protege a pele dos danos causados pelos radicais livres, ajudando a prevenir o envelhecimento prematuro. 

Coenzima Q10 

Conhecida como CoQ10, a coenzima Q10 é um antioxidante que ajuda a neutralizar os radicais livres e contribui para a saúde celular. 

Ácido ferúlico 

Muitas vezes combinado com a vitamina C, o ácido ferúlico reforça os efeitos antioxidantes, proporcionando uma proteção adicional contra os danos causados pelo sol. 

Ácido Hialurônico 

O ácido hialurônico é um hidratante poderoso que ajuda a reter a umidade na pele, proporcionando uma aparência mais firme e hidratada. 

Niacinamida 

Sendo uma das formas da vitamina B3, a niacinamida possui propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes, ajuda a reduzir manchas escuras, melhora a textura da pele e estimula a produção de colágeno. 

Ácidos Alfa Hidroxi (AHAs) e Beta Hidroxi (BHAs) 

AHAs, como ácido glicólico e ácido lático, e BHAs, como ácido salicílico, ajudam a esfoliar a pele, removendo células mortas e estimulando a renovação celular. 

Peptídeos 

Os peptídeos ajudam a estimular a produção de colágeno, melhorando a firmeza e a elasticidade da pele. 

Resveratrol 

O resveratrol é um antioxidante que ajuda a proteger a pele contra os danos ambientais e estimula a produção de colágeno. 

Extratos botânicos 

Extratos de plantas, como chá verde, camomila e aloe vera, contêm antioxidantes e propriedades calmantes que beneficiam a saúde da pele. 

Pode usar produtos por conta própria para o envelhecimento precoce? 

Com exceção dos cuidados básicos de pele, para tratamentos específicos ou uso de ativos que sejam mais agressivos, é essencial a orientação de um dermatologista para avaliação individual. 

 

Imagem principal retirada do site Freepik