Chocolate dá espinha? Saiba os mitos e verdade sobre o consumo

Chocolate dá espinha? Saiba os mitos e verdade sobre o consumo

Saiba os mitos e verdades sobre o consumo de chocolate e entenda como prevenir o surgimento de acne, com dicas para a rotina de cuidado com a pele.

A questão que não sai da boca é uma só: chocolate dá espinha? 

Pra saber a resposta, primeiro entenda do que é feito o chocolate, seus benefícios e possíveis malefícios à pele. 

Do que é feito o chocolate? 

A composição do chocolate pode variar dependendo do tipo e da marca. De forma geral, os principais ingredientes incluem cacau, açúcar, leite (em chocolates ao leite), gordura, geralmente derivada do cacau ou adicionada como manteiga de cacau, emulsificantes, adicionados para melhorar a textura e a estabilidade do chocolate, e aromatizantes, para aprimorar o sabor. 

Quais os benefícios do chocolate para a pele? 

O chocolate, especialmente amargo que possui alto teor de cacau e menor quantidade de açúcar, contém alguns componentes que podem oferecer benefícios para a pele quando consumido com moderação.  

Os benefícios são: 

Ação antienvelhecimento 

Devido aos antioxidantes presentes no chocolate, como os flavonoides, o consumo pode ajudar no combate aos radicais livres, moléculas instáveis que, quando em excesso, atacam as células da pele, como as de colágeno e elastina, provocando uma reação oxidativa, que leva ao aparecimento de rugas, flacidez e linhas de expressão. 

Proteção contra danos do sol 

Redução dos efeitos da radiação solar (UV) sobre a pele, devido aos antioxidantes, como os flavonoides, que protegem contra o envelhecimento precoce, manchas e danos celulares.  

Hidratação profunda 

Com o consumo adequado, a pele se beneficia da manteiga de cacau, rica em ácidos graxos, como o ácido oleico e o ácido palmítico, sendo um emoliente natural que pode ajudar a manter a pele hidratada, tornando-a mais macia e luminosa. 

Estimulação do fluxo sanguíneo 

Os flavonoides do chocolate podem contribuir para melhorar o fluxo sanguíneo na pele, o que, por sua vez, é vital para fornecer nutrientes essenciais às células cutâneas e remover resíduos, contribuindo para uma pele saudável. 

Quais os tipos de chocolate mais saudáveis para a pele? 

Os tipos de chocolate mais saudáveis para a pele são aqueles com alto teor de cacau e menor teor de açúcares e gorduras, como: 

Chocolate amargo 

Preferencialmente acima de 70%, o chocolate amargo possui um teor de cacau mais elevado, com menos açúcar e mais antioxidantes, como flavonoides, que podem ter benefícios para a saúde da pele. 

Chocolate orgânico 

Produzido sem o uso de produtos químicos prejudiciais à saúde, o chocolate orgânico pode ser uma opção mais saudável. 

Chocolate sem açúcar adicionado 

Chocolates que não contêm açúcar adicionado são uma alternativa para aqueles que desejam limitar sua ingestão de açúcar. No entanto, é importante observar que esses chocolates podem conter adoçantes alternativos. 

Chocolate com adição de ingredientes saudáveis 

Chocolates enriquecidos com ingredientes como frutas secas, nozes ou sementes podem adicionar nutrientes adicionais à dieta. 

Como consumir chocolate para obter benefícios para a pele? 

Para obter benefícios para a pele a partir do consumo de chocolate, é recomendável fazer escolhas conscientes: 

  • Opte por chocolate escuro com, pelo menos, 70% cacau; 
  • Consuma pequenas porções de chocolate em vez de grandes quantidades; 
  • Evite chocolates ao leite, que possem mais açúcar e gordura em comparação com chocolates escuros; 
  • Se possível, escolha chocolates que contenham ingredientes adicionais, como nozes, sementes ou frutas secas. 

Quais são os tipos de chocolate menos saudáveis para a pele? 

O impacto do chocolate na pele pode depender de diversos fatores, incluindo o tipo de chocolate, a quantidade consumida, a sensibilidade individual e outros hábitos alimentares.  

Alguns tipos de chocolates que podem potencialmente ter impacto desfavorável na pele são: 

Chocolate branco 

O chocolate branco contém manteiga de cacau, açúcar e produtos lácteos, mas não contém a massa de cacau. Como resultado, pode ter menos benefícios antioxidantes em comparação com chocolates mais escuros. 

Chocolate ao leite 

Contém uma proporção significativa de açúcar, leite e gordura, que contribuem para o aumento da produção de sebo, o que pode resultar em problemas de acne para algumas pessoas. 

Chocolates muito processados 

Chocolates altamente processados podem conter aditivos, conservantes e outros ingredientes que podem causar reações alérgicas em algumas pessoas, levando a problemas cutâneos como coceira, erupções ou inchaço. 

Comer chocolate dá espinha? 

Comer chocolate não é diretamente o motivo de espinhas, mas o consumo excessivo de alguns tipos de chocolate com alto teor de açúcar e gordura pode contribuir para o aumento da oleosidade da pele e, consequentemente, piorar a acne. 

Qual ingrediente do chocolate é o grande vilão da saúde da pele? 

Presente em maior quantidade no chocolate branco e ao leite, o açúcar é o ingrediente principal que pode desencadear uma série de efeitos negativos na pele, como: 

Aumento da produção de sebo 

O consumo elevado de açúcar pode levar a picos nos níveis de insulina no corpo. Isso estimula a produção de sebo pelas glândulas sebáceas da pele, podendo obstruir os poros e contribuir para o desenvolvimento de acne. 

Inflamação crônica 

O açúcar pode desencadear processos inflamatórios no corpo, e a inflamação está ligada a várias condições de pele, incluindo acne, rosácea e dermatite. 

Glicação 

A glicação é um processo no qual o açúcar se liga a proteínas no corpo, formando moléculas prejudiciais chamadas produtos finais de glicação avançada (AGEs). Os AGEs podem danificar o colágeno e a elastina, proteínas essenciais para a elasticidade e firmeza da pele, contribuindo para o envelhecimento precoce da pele. 

Piora de problemas de pele pré-existentes 

Para algumas pessoas, o consumo excessivo de açúcar pode piorar condições de pele preexistentes, como acne, eczema e psoríase. 

Disbiose microbiana 

O consumo excessivo de açúcar pode afetar negativamente a microbiota intestinal, o que pode ter efeitos indiretos na saúde da pele. 

Comer chocolate piora a acne? 

Cada pessoa pode reagir de forma diferente ao consumo de chocolate, mas caso haja um problema pré-existente, como mencionado acima, o açúcar, ingrediente mais presente em determinados tipos de chocolate, como branco e ao leite, pode sim agravar o caso de acne. 

Quais os cuidados depois da acne aparecer? 

Após o surgimento da acne, é importante manter uma rotina de cuidados com a pele para evitar o agravamento do quadro, ajudar na cicatrização, prevenir novas lesões e promover a saúde geral. 

Esses cuidados incluem: 

Não espremer ou cutucar as lesões 

Manipular a lesão pode piorar a inflamação, aumentar o risco de cicatrizes e espalhar a infecção. 

Usar produtos adequados para o seu tipo de pele 

Evite produtos de cuidados com a pele e maquiagem que são comedogênicos, ou seja, que têm o potencial de obstruir os poros. 

Manter a limpeza regular 

Lave o rosto duas vezes ao dia com um sabonete específico para pele acneica, evitando a limpeza excessiva, que pode irritar a pele e piorar as lesões.  

Hidratar levemente 

Use um hidratante leve e não oleoso para manter a pele hidratada. Mesmo se você tiver pele oleosa, a hidratação é importante para prevenir a produção excessiva de sebo. 

Utilizar procedimentos complementares 

Considere o uso de tratamentos tópicos, como produtos contendo ácido salicílico, ácido glicólico ou peróxido de benzoíla, que podem ajudar a controlar a acne. 

Aplicar diariamente proteção solar 

Aplique protetor solar diariamente, mesmo em dias nublados. A exposição ao sol pode escurecer as manchas de acne e aumentar o risco de cicatrizes. Para isso, conte com Ollie, que tem alta proteção solar, ativos de skincare para complemento do tratamento e variedade de produtos para todos os gostos. 

Alimentar-se de forma saudável 

Mantenha uma dieta equilibrada e nutritiva, rica em frutas, vegetais, grãos integrais e proteínas magras.  

Reduzir o estresse 

O estresse pode afetar a saúde da pele e agravar a acne. Práticas de redução do estresse, como meditação e exercícios, podem ser úteis. 

Como evitar que o chocolate dê espinha? 

Para evitar que o chocolate cause espinhas, é recomendado: 

  • Optar por chocolates com um teor mais elevado de cacau e menor quantidade de açúcar e gordura, como o chocolate amargo 70%; 
  • Consumir chocolate moderadamente e, se possível, conforme orientação de um especialista nutricional; 
  • Beber bastante água para manter a pele hidratada; 
  • Manter uma rotina de cuidados com a pele adequada, desde a limpeza ao uso diário do protetor solar, já que a exposição solar também pode agravar o caso de acne. 

Qual a quantidade de chocolate recomendada para não dar espinha? 

Para aproveitar os benefícios do cacau para a pele e evitar o surgimento de acne, o consumo adequado de chocolate deve ser de cerca de 30g a 60g diariamente, considerando o tipo amargo 70%. 

Em todo caso, é importante a consulta de especialistas em nutrição e dermatologia, já que a relação entre o consumo de chocolate e o desenvolvimento de acne pode variar de pessoa para pessoa. 

Imagem principal retirada do site Freepik